makeup
Não sou uma mulher de batom vermelho mas tenho os meus dias! Para mim, o batom vermelho está guardado religiosamente para dias especiais, ou então para quando me apetece ignorar todos os batons nude que uso dia sim, dia sim. Ontem apeteceu-me...! S…

Move your blog to Nouw - now you can import your old blog - Click here

Likes

Comments

makeup
A tarefa mais difícil do Verão é, sem dúvida, mantermos a nossa maquilhagem no sítio. Esqueçam os pós compactos, os finalizadores, ... tudo o que aparentemente vos iria ajudar a não parecerem um chuveiro ambulante. O que vale a pena no Verão é apos…
  • makeup
  • 11 Readers

Likes

Comments

makeup
Ando há um semestre inteiro para vos falar destas miúdas. As bases. Apareceram na minha vida da forma mais aleatória possível, sem antes ter lido algo sobre elas ou me ter informado o suficiente para me apaixonar. E, portanto, quando a minha avó ma…
  • makeup
  • 15 Readers

Likes

Comments

makeup
O melhor deste (meu) mundo da beleza , é que consigo sempre descobrir produtos com ótima qualidade, por um preço espetacularmente acessível. Exemplo disto é este  pincel da PRIMARK, do qual vos quero falar hoje.  Tenho a dizer que há muito que quer…
  • makeup
  • 13 Readers

Likes

Comments


Eis que chega o momento ideal para vos falar sobre uma coisa que tenho adiado porque só agora me sinto confortável para dar a minha opinião final sobre esta famosa conhecida, tendo em conta que já a utilizo há tempo suficiente para tal.

Sem introduções chatas acerca de todas as pseudo-propriedades desta esponja, vou começar por causar o pânico.

1. O preço. A BB custa - ridiculamente -  17.99€ nas lojas SEPHORA. Sendo muito honesta convosco, a coisa que mais me levou a adquirir este produto foi o facto de o ver (literalmente!) em todo o lado. As makeup gurus elogiavam, as makeup artists maquilhavam modelos de passerelle com a eleita BB e a Inês, que não critica antes de se submeter ao teste, resolveu matar a curiosidade... e a carteira! Acreditem que o que mais custa é saírem da loja com uma coisa que pesa menos que o próprio saco. 

2. O desastre das primeiras aplicações. As primeiras vezes que testei a BB, senti que tudo na minha cara estava errado. Pensei que estivesse a fazer tudo mal. Mas a verdade é que não é assim tão difícil de errar com uma coisa tão fácil de se lidar. A única instrução que eu deveria seguir era passar a BB por água e retirar o excesso da mesma. Só isto. Concluindo, eu fazia tudo certo e, ainda assim, a coisa pouco certa ficava. O que eu mais sentia era que a esponja me removia base à medida que a ia passando por áreas anteriormente maquilhadas. Além disso, apesar de colocar uma grande quantidade de base no dorso da mão, a sanguessuga da BB levava-ma toda e ainda me obrigava a redobrar a dose.


Respondendo à pergunta que penso que algumas de vocês já se colocaram pelo menos uma vez na vida, a minha melhor indicação é que a Beauty Blender não é, de todo, um produto essencial na vossa rotina. 

A única vantagem, que acaba por resultar comigo, é o facto de acelerar a aplicação da base. E isto é bastante importante em manhãs aceleradas. Outra das coisas que me fui apercebendo é que ela é um excelente produto para se utilizar com bases de cobertura média! Há bem pouco tempo, comecei a experimentar uma base deste tipo (sendo que anteriormente usava uma de alta cobertura) e, de dia para dia, começo a sentir que a BB é uma boa aliada quando conjugada com bases que se possam ir construído na pele, em camadas, aos pouquinhos. 


Amanhã, trago-vos uma alternativa à BB. Estrondosamente mais "simpática".

Move your blog to Nouw - now you can import your old blog - Click here

Likes

Comments


O eyeliner faz parte de mim. Quem me conhece sabe que não vivo sem. Mas a verdade é que às vezes pode mesmo tornar-se a rotina mais cansativa do meu dia. É muita pressão entre o próximo risco e o próximo fail. A arte do eyeliner não é nada fácil. E é por isso que vos trago a minha "musa" de inspiração, que super domina nesta área. Senhoras e senhores: Alexa Chung. A editora da Vogue britânica resolveu juntar-se a uma marca e criar o próprio eyeliner. 

Porém, hoje venho mesmo falar-vos de como recuperarem a arte do eyeliner. Porque se bem já perceberam, isto aprende-se e desaprende-se muito facilmente. Ultimamente, andava-me a chatear o facto de, de um momento para o outro, o meu eyeliner não me parecer tão bem. Ficava mais grosso e sem graça. E então decidi ressuscitar as minhas skills. 

Como? Vejam aqui a receita milagrosa da Vic Ceridono - que tem sido uma makeup guru cada vez mais interessante de se acompanhar - e agradeçam-me no fim.


Pela minha experiência, existem pelo menos 2 coisas que têm que ter em mente se quiserem começar a apostar neste look, que para mim é muito vintage e femme fatale:

1. pratiquem muito! só assim vão entender qual a forma da "asa" ou qual a intensidade do traço com que se sentem mais vocês.
2. tenham paciência. isto é muito importante, principalmente às 8 da manhã. nada tem que ser super perfeito. se estragaram tudo, agarrem num cotonete ou convertam o traço direitinho num smokey eye. o improviso é a palavra-chave no delineamento dos vossos dias.

Have fun!

Likes

Comments

Uma pele é feita de muito mais do que simples produtos. Químicos são apenas isso e a única verdade é que devem ser usados como complemento de outros hábitos, como por exemplo o cuidado com a alimentação. Porque acreditem que nenhum creme é milagroso o suficiente para evitar que aquele pedaço de chocolate atinja o vosso estômago naquele instante. E, por isso, é essencial que comecem por aí. Por pensar que a pele é um orgão, que tal como todos os outros precisa de nutrientes. 

Depois desta introdução, venho falar-vos de uma sequência de três coisas que todas devemos cumprir religiosamente, todas as noites. Aviso já que não há necessidade de os produtos serem estes, aliás o objetivo não é esse. 

O objetivo é mostrar-vos a base de uma limpeza de pele e partilhar convosco a minha versão dela. E ela dita 3 passos:


1. DESMAQUILHAR. Eu uso umas toalhitas desmaquilhantes da SKINO para remover a "totalidade" dos produtos que apliquei no rosto. É uma forma fácil e rápida de me ver livre deles.


2. TONIFICAR. Confesso que, há umas semanas atrás, me ficava pelo desmaquilhar, seguido de uma boa lavagem do rosto com água. Mas desde que percebi a importância de um tónico neste ritual, vi que estive a perder algumas coisas até agora. Portanto, para isto, mergulho uns discos no meu TÓNICO FACIAL DA NIVEA, que podem ver na imagem, e passo-as pela face, como se nunca me tivesse desmaquilhado. E a verdade é que é a sensação que dá. Mesmo que já tenham acabado com o stock  de toalhitas da skino, este tónico...meu deus... tira-vos os excessos que ainda habitem essa pele. É fantástico!

3. HIDRATAR. Depois de tanto massacrarem a vossa pele, é altura de a mimarem! E é aqui que entra um novo produto. Bem amado cá por casa. A ÁGUA TERMAL DA AVÈNE. A Avène é uma marca muito conceituada e recordo-a com carinho por tão bem ter tratado da minha pele atópica quando era mais pequenita. Ainda hoje me consegue surpreender, com esta água termal. Que tem um montão de aplicabilidades. Eu uso-a para hidratar e "acalmar" a pele, como forma de finalizar a desmaquilhagem. Mas também a podem usar para tratar a irritação da pele depois de terem feito a depilação, por exemplo. Se não houver água termal, usem e abusem do hidratante que adoram aí em casa.

Likes

Comments



No que toca a cuidar dos meus lábios, gosto sempre de manter as coisas simples e, na hora de sair de casa, só estes dois essenciais vêm comigo na mala: o meu hidratante labial e um batom cor "lábio". Nunca falham. 

Admito não ser uma pessoa que adore pintar os lábios. Ora porque detesto a sensação do cabelo a colar-se a eles, ora porque há dias em que o mood para o fazer simplesmente não está lá. Mas sou muito feminina, desde que me conheço, e gosto de realçar as melhores partes de mim. 





O hidratante da Labello (na cor nude) é um 2 em 1: confere o brilho discreto e necessário sem parecer demasiado glossy e eu diria que tem um período de hidratação agradável, sendo que permanece nos lábios durante uns 30-40min. E o cheiro. Não o sei descrever, mas é um ponto a ter a favor deste labello. Podem facilmente encontrá-lo em hipermercados, como o pingo doce, por exemplo.

Já o Lip Crayon ajuda-me imenso nos dias em que quero fazer mais um bocado pelo meu #superwomanlook, mas não quero, de todo, andar a retocar os lábios de hora em hora, que é o que acontece quando escolho um batom vermelho mais arrojado, que acaba por ser bonito, mas cansativo de se usar. Este lip crayon, nesta cor, é tudo menos cansativo. Apesar de na fotografia, parecer um pouco alaranjado, ele dá mesmo um tom rosa natural aos lábios, sabem? Eu diria que o acabamento que ele deixa ficar nos lábios está entre um batom nude e um batom à Kylie Jenner. Podem vê-lo em pormenor, bem como explorá-lo noutros tons, neste link.


Rotinas simples, mas essenciais. Gosto de as manter assim!

Likes

Comments


Sabem aquela lista mental de mini-desejos consumistas (daqueles que temos que comprar um porquinho e ir juntando a quantidade certa de esmolas para adquirir) que fazemos ao longo de uma vida? Hoje trago-vos duas secções em que, "se eu pudesse mais um bocadinho", apostava alguns investimentos. 






1. Adidas Yeezys Boost by Kanye West 
A verdade é que o Kanye é apontado muitas vezes como polémico e egocêntrico. Mas isso não o impediu de criar esta coleção de sapatilhas brilhante. Nunca calcei umas Yeezys, mas só de olhar sente-se o conforto. Também têm a grande vantagem de ser discretas e estarem disponíveis nas cores pastéis que tanto adoro (e também em preto). 


2. Air Max Thea Premium by NIKE
Eu babo-me quando vejo este par pelo instagram. A cor. A altura. A simplicidade da sapatilha. Definitivamente, um bom acompanhante de calças brancas ou até de ganga. Um elemento que se poderia tornar num essencial diário! O preço ... à volta dos 100 e muitos. Adeus, amigas.


3. Mala by Bimba y Lola
Esta foto foi emprestadada pelo blog Malmequer. Desde que li este post, que não me esqueci da mala bonita que a Mafalda usava. O tamanho certo. A cor certa.







Naked Pallete Eyeshadow by Urban Decay
Quem não tem esta miúda em mente há já uns bons tempos? A primeira vez que a vi na S E P H O R A foi mesmo #heartbreaking porque não consegui aguentar os 40 e tal euros que o preçário marcava. Eu não queria acreditar. Mas foi remédio santo para me afastar dela.

Soft Matte Lip Cream NYX (na cor London)
Tenho ouvido maravilhas a respeito deste lip cream. E vi neste vídeo da Catarina Filipe que o efeito matte, bem como a cor que confere, é mesmo algo de delicioso. Infelizmente, ainda não tínhamos NYX cá por Portugal, mas sabem que vamos passar a ter? E esta é uma boa notícia. De facto, nem acho este batom muito inacessível. Ora vejam por vocês mesmos.

Wet and Wild Makeup Brushes
A sugestão foi feita por uma youtuber que a Inês, do Bobby Pins, me sugeriu recentemente. E já agora, agradeço-lhe por isso. Estou a gostar muito de acompanhar a Kathleen! Se tiverem interesse em ver os pincéis na sua forma "real" vejam o vídeo de Beauty Favourites dela e ainda, se quiserem abrir a boca de espanto quando virem o preço deles, façam o favor de seguir este link. Pena que a) Portugal não esteja abençoado com estas marcas e b) que eu ainda tenha uma espécie de aversão em fazer encomendas a longa distância.

Corretivo Age Rewind da Maybelline 
Outro produto (que penso não ser um dos mais inacessíveis da lista) que me é espetado na cara diariamente pelas youtubers que mais gosto de seguir. Se quiserem ver a eficácia do mesmo, sugiro-vos esta review.



Como sabem, para mim, o que sempre conta é a beleza do produto e não a marca do mesmo. E se eu pudesse apenas escolher dois desta lista, eles seriam as Thea e, definitivamente, o lip cream da Nyx. Renderam-se aos meus "excêntricos" escolhidos ou nem por isso?

Likes

Comments


 A hora da maquilhagem é, para mim, terapêutica. A verdade é que não sou uma fanática, nem tenho mil e um produtos, mas gosto de me maquilhar. Quando o faço, faço-o para mim. Para me sentir bonita e, consequentemente, confiante. Em tempo de faculdade, em que o despertador toca às oito da manhã, há que reconhecer que é difícil sentirmo-nos logo motivadas e prontas para mais um dia. Mas a verdade é que no momento em que começo a traçar o meu eyeliner e a ver os meus olhos mais delineados, a minha pele mais uniforme e com uma cor dita mais "saudável", sinto-me bem. É neste preciso instante que quase parece que me encontro de novo, é como se dissesse a mim mesma: Hello, it's me.


No que toca à minha maquilhagem, eu sou mesmo muito conservadora. E, com isto, digo que quando descubro um produto incrível, eu mantenho-me fiel a ele e faço dele uma rotina. Fiquem a conhecer os meus essenciais de - quase - sempre, com umas ligeiras alterações, em relação à última vez que vos falei das minhas rotinas pela Cosmeticolândia. 






O MAPA ...



1. 
Os pincéis. Eu não sou muito picuinhas com os tipos de pincéis que uso. Estes cinco que veem na imagem da direita foram-me todos oferecidos pela minha mãe, que os comprou numa loja de cosmética local. E, por isso, em relação a elas vou apenas salientar aquela que uso para aplicar a base (que é a que veem com as pontas mais claras, por detrás do eyeliner da avon). Acho mesmo essencial que tenham um pincel com esta textura e que, acima de tudo, apliquem a base de forma intermitente. Não "varram" a pele, como se arrastassem a base. Deem "pancadinhas" contra a face, é a forma mais ridícula mas também a mais fácil de vos explicar como o faço. A base fica rapidamente muito mais uniforme e eu acho que isto acontece porque a) incentivamos determinados pontos na circulação sanguínea superficial que favorecem a dispersão do produto b) preenchemos as nossas irregularidades da pele, uma vez que pelo facto de estas serem quase que concâvas, impede que uma aplicação "efeito vassoura" não chegue ao fundo do poro. Não sei se me faço entender, mas estas são as duas minhas teorias super elaboradas sobre o assunto, como podem perceber.

A máscara de pestanas. Uso esta da Flormar. Eu acho que as minhas pestanas foram desenhadas para serem esculpidas por rímeis gordinhos. E pronto, vou manter-me fiel a máscaras de largo diâmetro, que é o caso desta. No que toca a rímeis, gosto que a) não sejam granulosos e que, sobretudo b) não me petrifiquem as pestanas. E esta máscara é bastante flexível, não deixa as pestanas duras e tem uma boa pigmentação e duração.



10
A minha base. Este sim é o produto. Há dois anos que a uso e já não quero usar outra no Inverno. É da Yves Rocher e eu uso-a no tom beige medium. Foi-me oferecida pela minha madrinha e, agora é já prenda certa de Natal. É certamente o meu clássico da maquilhagem por me dar um ar leve, fresco e acabado. Tem um efeito mate que eu gosto particularmente e já o experimentei em amigas minhas - também elas morenas mas com uma pele totalmente diferente da minha - e o efeito uniforme foi semelhante. Aconselho vivamente pelas qualidades que referi e sobretudo, pelo preço, que é simpático. 

Podem adquiri-la junto de vendedoras da Avon, por exemplo. 


6.
Da esquerda para a direita 

  • um creme hidratante para as pálpebras, que me foi oferecido neste Natal e que confesso não usar as vezes que deveria). 
  • um gloss com efeito mate da Flormar da edição limitada Extreme Color Lip Lacquer, no tom 02 Freedom Spirit. Normalmente, não uso batom vermelho, mas quando o uso em dias especiais sinto que é difícil removê-lo dos lábios ou então os lábios tornam-se muito secos. Este é diferente porque, apesar de ser mate, deixa os lábios livres e dura imenso tempo. Foi-me oferecido pela minha avó! Com muito amor por parte dela, que bem gostava deste batom.
  • falei-vos deste corretor da H&M aqui. Continua a fazer sentido para mim usá-lo.
  • Por último, um batom vermelho da KIKO no tom Red Metallic que andava aqui perdido pela minha bolsinha de maquilhagem. Há muito que não o uso, pelo facto de estar apaixonada pelo da Flormar que, infelizmente, penso já não existir nas lojas. Mas trouxe-vos aqui na eventualidade de eles se lembrarem de o recolocar à venda. (fingers crossed)



MAIS SOBRE...

2. Falei-vos sobre o meu primer aqui.

3. Já tinha mostrado a palete Smokey Nudes, da H&M pelo instagram. Acho que contém cores suficientes e, apesar de não ser uma miúda de sombras, gosto bastante da duração e pigmentação destas. 

4. O novo eyeliner Super Extend da AVON tem uma ponta super fininha e é bem pigmentado. O único mal que eu vejo é o facto de ser uma caneta. O produto tende a secar muito facilmente quando vem nesta forma. No entanto, para principiantes em eyeliner - e eu confesso que acho que somos toooooda a vida principiantes, porque é realmente difícil de se alcançar um linha perfeita - é a forma ideal, a meu ver.

5. O pó compacto. É da Oriflame, tenho-o há um tempão, mas não acho que seja o ideal. No entanto, tenho ouvido falar muito bem do pó compacto da H&M e a verdade é que eu própria já tive a oportunidade de o experimentar na loja e adorei o efeito. Só não gostei tanto do preço e isso impediu-me de o comprar, na altura. Costumo aplicar este pó depois de corrigir as olheiras e na zona T, para evitar oleosidades ao longo do dia. 

7. Acho que já referi imensas vezes o meu bronzer e blush da KIKO. Foram também edições limitadas, mas agora vêm numa caixinha de madeira muito bonita, sendo que o tom é o mesmo, ainda que o nome do produto seja diferente. Chama-se Essential Bronzer e este é o tom 201 Sienna Melange. 

8. Este revirador de pestanas é só mais um. Não é nada de especial, nem merece referências extensivas. Uso-o para dias festivos e posso dizer que faz uma ligeira diferença no que toca a arrebitar estas miúdas. Durante 5 segundos apertam as pestanas e voilà. Não aconselho fazê-lo depois de aplicar a máscara. Sempre antes!


E está. Este mood de véspera de ano novo deixou-me inspirada para vos vir falar de maquilhagem e foi o que fiz! Espero que tenham dançado muito e, acima de tudo, que se tenham sentido bonitas, confiantes, vocês mesmas. Que sempre que passaram no espelho tenham sentido a voz da Adele por trás da orelha a dizer Hello, It's Me. 

Likes

Comments


Todas nós temos aquele "dia mais..." que não inclui a rotina chatinha de levantar, ir às aulas, pausar para ir à casa de banho e comer. Todas nós merecemos os dias MAIS qualquer coisa! E é para esses dias que vos trago uma coisa que descobri recentemente, e que certamente que algumas de vós já conheciam. É simples e, mais do que isso, EFICAZ. 

Depois de aplicarem um batom muito pigmentado e que tem a chata tendência de se esvanecer dos vossos lábios durante o dia, apliquem por cima pó compacto. Eu costumo fazê-lo com a minha BB versão primark, da qual vos falei aqui.

Para batons duracell!

Likes

Comments


A verdade é que já tinha visto imensas recomendações acerca do novo departamento de maquilhagem da H&M, aqui pela blogo. Em jeito de cusca, fui ao Chiado logo no início da bisbilhotice que por cá andava e encantei-me com o que lá vi. Ainda assim, fiquei de pé atrás (principalmente com os preços, dado que não conhecia a qualidade dos produtos) e, na altura, nem experimentei nada na loja. 

Numa segunda ida, mais recentemente, tinha grandes objetivos para os testers: corretor de olheiras, pó compacto, sombras e batons em tons nude.



Depois de uma varridela pela loja, trouxe comigo estes dois (agora) essenciais:



Nunca tinha usado um corretor de olheiras na minha vida, acreditam? NUNCA. Achava que não precisava, que eram produtos a mais para a rotina - que tem que ser sempre a mais rápida, de manhã - ou que era produto a mais para a minha pele e que tapava aquilo que tem que haver: a imperfeição.


1. COVER-UP CONCEALER
(vanilla shade)

Fui moralista até conhecer ESTE corretor, da H&M. Amor à primeira vista é isto, miúdas! Quem está comigo? Por cerca de seis euros, pareço menos zombie de manhã. Não estou por dentro dos preços dos corretores, mas tenho quase a certeza que não deve ser um assalto em comparação com outros produtos de marcas bem mais reconhecidas. 

O Vanilla não só me apaga as noites de pouco sono, como me ilumina o rosto. Já o tornei o passo principal da minha maquilhagem! E aconselho mesmo a experimentarem, caso comecem a sofrer do síndroma Faculdade.


2. IN BETWEEN DAYS DRY SHAMPOO

Este já conhecia. Mas nunca tinha experimentado um da H&M, muito menos tinha encontrado um em formato travel size. Adoro estas coisas que podemos levar na mala, para situações de emergência. 

ESTE é ótimo para a tarefa simples que executa: deixa o meu cabelo bem mais volumoso e prolonga-me os dias de cabelo liso, que eu tanto adoro. Para quem ainda não conhece o conceito, de certeza que esta vai ser uma excelente surpresa. Custou-me cerca de quatro euros e, assim que acabe, sinto que o vou repôr com um igual, mas no tamanho normal. 

Não se assustem com a cor do produto (tentem massajar o couro cabeludo o quanto puderem para o efeito farinha desaparecer) nem com o facto de deixar o cabelo bem bem seco. É suposto! 


MAIS OPINIÕES...

Ainda não apostei nas sombras porque sei que não as vou usar tanto quanto me poderia convencer que sim e os batons ficaram um bocadito a desejar em relação à textura e ao preço. Não me convenceram!
Por fim, queria só deixar aqui um (grande grande) mini desejo consumista na minha wishlist. O pó compacto. Experimentei-o na loja e não o esqueci até hoje. Tem um efeito poderoso, acreditem em mim. Deixou-me sem palavras (e sem a testa a brilhar). 



(Espero que não tenha sido um post maçudo, daqueles que parece que vos estão a tentar impingir coisas só porque sim. Não. Eu quando faço estas publicações é porque sinto mesmo que estes milagres femininos têm que passar por mais mãos. Já usam algum dos que mencionei? Ou recomendam-me algum da mesma linha?)

Likes

Comments


1. Beauty Blender, versão Primark



Andava eu com desejos de uma Beauty Blender (BB) da Sephora ... até que vi o preço dela. 17,55€. Olhei para o tamanho da BB e pensei: no way! Tinha ouvido falar tão mas tão bem dela, que resolvi não desistir de experimentar, pelo menos uma coisa parecida.

Eis que surge esta pseudo-BB da Primark, com o modesto custo de 1.50€ e porque não dar-lhe uma hipótese? Trabalho com ela como se fosse mesmo uma BB e então começo por aplicar umas gotinhas de base apenas nas zonas do rosto que acho que preciso mesmo. Depois disso, passo a BB por água, para que fique apenas húmida de maneira a não me roubar demasiado produto. E finalmente, divirto-me a dar pancadinhas no rosto e a contornar, especialmente, as zonas profundas, como à volta do nariz, com aquele vértice pontiagudo da BB. 

Eu nunca experimentei a BB a sério, mas penso que esta não lhe deve ficar muito atrás. Afinal é só uma esponja, certo?  

O destaque vai para a facilidade com que preparo a cara, de manhã, sem dúvida! Com a BB, a tarefa fica bem mais simples e, sobretudo, mais interativa. 

Aproveito para vos informar que a KIKO também tem à venda uma espécie de BB, que custa cerca de 8 euros. Mais uma vez, não entendo estas variações de preço mas convido, a quem puder e quiser, a fazer as devidas comparações entre elas e os respetivos produtos.



2. Liquid Intense Eyeliner da KIKO, nº4



Este eyeliner. Oh. Meu. Deus. Este eyeliner! À prova de água. Com a ponta do pincel mais firme para um traçado sublime. 

Eu sempre usei o meu eyeliner desta gama mas parece que este veio substituir esse meu hábito, pelo aperfeiçoamento que houve em relação ao anterior. Estou a gostar mesmo muito de o usar! E agora para o Verão, ou para os dias em que chove no nosso eyeliner, é perfeita a característica de ser resistente à água.

O destaque vai para a pigmentação do mesmo e a facilidade de deslize devido à ponta resistente que apresenta. Por outro lado, o se não em ser waterproof passa pelo facto de nos fazer perder uns minutinhos a mais, no fim do dia, quando o queremos expulsar das nossas belas pálpebras. 

Mas...compensa, pela perfeição do cateye, am I right?

Likes

Comments


Apesar do meu amor incondicional por maquilhagem, eu gosto sempre de manter as coisas na minha cara bem simples e ordenadas. Posso até experimentar imensos looks diferentes e ir percebendo o que me fica bem, mas acabo por volta à minha maquilhagem de rotina. Jogo sempre com tons que têm pouco para falhar! Tons térreos, dourados e luminosos. 

Mas vamos lá pôr isto por passos:



1. Primer quando me lembro ou quando me apetece; é o elemento ideal para dias especiais, em que precisamos que a nossa cara pareça mesmo algo de outro mundo. Aplico-o apenas no zona t, para redução de poros. E é claro que só o faço depois de lavar bem a cara com água fria.

2. Eyeliner, sim eu faço o eyeliner e tudo que diz respeito a olhos primeiro e aplico a base depois. Vocês sabem o quão difícil podem ser estes minutos. Um movimento em falso e o nosso look está perdido (ou então a paciência!) Por isto e por todas as razões de quem segura uma caneta de eyeliner na mão, eu escolho fazer este passo demoradamente e perfeitamente para que as toalhitas possam corrigir possíveis erros sem que estraguem a base já aplicada.

3. Rímel, costumo fazer uma coisa que muitas pessoas estranham. Começo por aplicar o rímel na parte superior das pestanas e só depois na parte inferior das mesmas. E isto é diferente porque ajuda a definir a forma das pestanas de fora para dentro. Além disso, dá cor às pestanas quando vistas de cima ou quando simplesmente fechamos os olhos. Experimentem.

4. Base. Não costumo aplicar este produto com os dedos. Antes fazia-o e acho que o Verão pede bases mais fluidas e até aplicáveis desta forma. Mas habituei-me ao pincel, que acaba por evitar que oleosidades das nossas mãos passem para a face. Optem sempre por bases que façam jus ao vosso tom de pele. Não há segredo mais sagrado quanto este! E nunca a experimentem só na loja. 2 truques essencias para usar quando querem escolher uma base são: 1. Pedir uma amostra e 2. Testá-la num sítio estratégico: na linha da vossa mandíbula. Não falha. Como a aplico? 4 gotas e basta. Nem mais nem menos. Uma na testa, outra em cada bochecha e uma no queixo. Começo com movimento circulares na testa, sem parar, como se espalhar base fosse um daqueles desafios de desenhar sem levantar a ponta da caneta. E então, começo na testa e acabo no queixo, tudo muito bem esbatido, uma duas vezes se for preciso. Uniformidade. É tudo o que queremos neste passo.

5. Bronzer (que eu antes achava, na minha inocência, que se chamava blush) é um produto que gosto muito! é ótimo para o verão e ainda fundamental para o inverno. Salva-nos de caras-fantasma-porque-sim. Eu gosto de fazer um bocado do chamado contour. Mas nada demasiado exagerado. Aplico nos sítios certos. No típico chickbone e no nariz, essencialmente.

6. Blush Gosto das minhas bochechas e por isso trato-as bem com umas pitadas de blush (confesso que só comecei a usar este tipo de produto neste ano e ainda não o larguei, faz mesmo a diferença) Aposto sempre num tom menos rosa e mais coral, porque nós morenas não fomos feitas para este tipo de produto rosado, acho que os blushes para nós devem mesmo fugir para o laranja. É o produto que mais gosto de aplicar, porque sorrio ao fazê-lo. E depois rio-me das minhas figuras quando o faço antes das 8 da manhã.


E é isto! Espero que não tenham perdido o vosso tempo a ler coisas que já sabiam, mas a verdade é que todas nós fazemos uma coisa ou outra de forma diferente e isso, por vezes, pode ser o elemento chave que falta na vida de cada uma. Eu adoro falar sobre este tema aqui no blog e vou continuar a fazê-lo e a encher-me de tutoriais no youtube. Porque ser mulher tem disto e muito mais!

Likes

Comments