flash
Encontro -me soterrada em mil e um separadores da Internet abertos, um tutorial de fotografia, um filme para ver, um blog para ler e ainda mensagens do facebook para responder, cafés para marcar, coisas da faculdade a tratar. Há dias em que há dema…

Move your blog to Nouw - now you can import your old blog - Click here

  • flash
  • 245 Readers

Likes

Comments

flash
Perceberam tudo, não perceberam? Ok, então até ao próximo post!   Just kidding.   Esta trapalhada de códigos é simplesmente um conjunto de parâmetros que eu usei para editar cada foto que aqui veem, na mesma app de sempre, o VSCOCam.    O primeiro …
  • flash
  • 265 Readers

Likes

Comments

flash
Bem sei que estamos a  um dia do Dia dos Namorados  e na tentativa de não vos trazer  mais um  post como os seguintes - what to wear on valentines, gifts for her & for him, how to make cake for valentines,  what, when, who, how, what so ever...!  -…
  • flash
  • 8 Readers

Likes

Comments

flash
Andava com saudades das memórias e fiz um flashback na minha conta de instagram. Encontrei algumas fotografias queridas, que ainda hoje me orgulho de ter tirado. São assim bem cinematográficas e fazem-me feliz, por as ter conseguido, assim, de uma …
  • flash
  • 5 Readers

Likes

Comments

Este Verão, à conta de termos uns pais patrões dos seus próprios negócios, não vamos poder ter uma semana de férias juntos, como se tornou habitual desde que somos pequeninos. E é claro que também o fator universidade pesa aqui, tanto eu como o Diogo regressamos aos dias académicos em meados de Setembro, e isso torna impossível a nossa tão desejada viagem familiar. No entanto, não é isso que nos impede de passear, descobrir terras novas, estarmos juntos! E foi isso que fizemos neste Domingo, viajamos até Baiona, um município pertencente a Pontevedra (na Galiza).

Fomos a Baiona e agora é altura de Baiona ir até vocês...! 


De facto, estava indecisa sobre que foto devia ilustrar o que Baiona representa. O mural floreado incrível que parece inundar a hashtag #baiona no instagram ou a minha família, tendo como fundo o Castelo de Monterreal, que tão bem é conhecido pelos habitantes de Baiona. E acabei por vos mostrar as duas em jeito de postal.

Ruas estreitas e T A P A S!
Para nós, portugueses, o habitual a um Domingo será: acordar, tomar um belo pequeno-almoço e depois almoçar quando der vontade, talvez pelas 14h, o mais tardar, estaremos à mesa, em volta de um belo petisco. Seguimos muito as nossas horas de refeição, de uma forma religiosa, diria!
 Mas em Espanha a coisa muda. O relógio alimentar dos nossos vizinhos é bem mais lento e as refeições fazem-se aos bocadinhos e devagar. Por volta das 12h, vem-se até à cidade, caminha-se por entre estas ruelas, pedem-se uns aperitivos e acompanha-se com vinho Albarinho. 

Uma espécie de rodízio de carne assolou a mesa e, pela primeira vez, em meses, voltei a recuperar o meu apetite por carne. Além disso, acho que descobri uma bebida favorita: a sangria do restaurante a que fomos. Eu não sou fã de bebidas alcoólicas, mas a sangria, se for doce e bem frutada, é das coisas que mais gosto de beber! E aquela estava no ponto: fresquinha!





G E L A D I T O S & W A F F L E S

Fomos a um espaço chamado G A M E L A, que tinha os melhores gelados caseiros de sempre. Uma coisa que achei fantástica foi que, para cada sabor, havia um sabor correspondente para clientes diabéticos. Nunca vi algo parecido aqui por Portugal. 







Baiona é mesmo uma cidade tranquila, cidade de Domingo, para se passear e ver passear, muitos foram os espanhóis que vimos a andar de bicicleta, a fazer o seu jogging e a passearem os caninos, com todo o carinho. Nesta altura, vive-se muito a praia, em Baiona. Fomos visitá-la num dia ventoso, mas o sol estava bastante quente, ao mesmo tempo. Foi como se tivéssemos a Póvoa de Varzim e o calor tórrido de Famalicão em simultâneo. 
Esperamos conhecer outros locais de Espanha, afinal estamos tão perto de sítios e rotinas ligeiramente diferentes das nossas, porque não aproveitá-las, neste Verão que está mesmo mesmo a terminar?


Aproveito para dizer que, a partir de agora, poderão ver muitos mais posts destes, aqui no blog. Se estiveram atentos, certamente repararam que até o esquema da publicação mudou, exatamente para esse efeito. Aqui, os meus registos fotográficos vão passar a ter um destaque especial. Não percam...!


& this is the end

Move your blog to Nouw - now you can import your old blog - Click here

Likes

Comments


Uma das coisas a que mais dou valor na minha vida é a arte da fotografia. Assim como escrever sobre os meus, fotografá-los é amá-los à minha maneira. Fico tão feliz de poder guardá-los, nos melhores momentos. 

E recebo muitos comentários bonitos, no meu instagram, aqui no blog, quando partilho esses pedacinhos mais meus. É por isto mesmo que resolvi partilhar convosco o que ando a fazer no backstage das minhas fotos

A minha app favorita para a edição de fotos é a VSCOCam. Não poderia ser outra! É a única que tem a capacidade de assegurar a qualidade das minhas fotos e, ainda, atribuir-lhes uma espécie de toque cinematográfico, do qual sou a maior fã.


TOP 4 FILTROS FAVORITOS //


A6: É o filtro que mais uso! pertence à coleção The Aesthetic Series, uma coletânea inspirada no filme analógico clássico. Apropriada  para fotografias de interiores, retratos e alimentos

autorretratos // Não consigo usar outra preset no que toca a editar retratos. Acho que melhora a 100% este tipo de foto, porque a mantém muito "original". Aperfeiçoa as sombras, o que acaba por ser excelente por fazer com que a nossa face ganhe algum protagonismo; E deixa a nossa pele com uma cor subtil e natural.


espaços interiores // Sobretudo os que são à base de tons vermelhos e brancos. A minha casa é toda muito alaranjada e avermelhada, o que torna este filtro o ideal para fotografar tudo cá dentro.


***

HB1: este filtro foi criado em conjunto com gigantes editoriais de moda, o que tornou esta preset muito ousada e moderna. Foi criada especialmente para retratos com alto contraste e cenários urbanos áridos.



Eu uso-a essencialmente para ambientes com muito branco e tons de azul. Agora no Verão, por exemplo, acho-a perfeita para "cortar" um bocadinho aquele efeito demasiado amarelo que o sol deixa nas fotos. Quando tiro fotos à luz do sol, nomeadamente à piscina, a foto tende a ficar demasiado luminosa e sem contraste. O que este filtro faz é escurecê-la um pedacinho e dar-lhe realce, especialmente ao azul! Daí a ter usado na primeira foto.

***

M3: pertence à coleção Moody Underexposed e o que faz é exagerar os castanhos e os verdes. É perfeita para ambientes amplos e paisagens





Eu chamo-lhe o meu "filtro da praia", apesar de a usar para muitas outras ocasiões, é nas fotos que tiro na praia que eu consigo encontrar o seu melhor uso!

***

E5: Todos os filtros que pertencem à coleção The Essence deixam-me babada. Se estiverem a pensar comprar algumas presets, estas são ideais. 






Este filtro enaltece os dourados e as sombras profundas. E eu sinto que o uso muito quando quero fotografar alguém e esse alguém está rodeado de muita coisa. Por exemplo, nesta última foto, a Patrícia está num café, mas não a vemos só a ela, temos o vidro atrás, que reflete toda a gente que lá estava também e o que eu acho que este filtro faz é focar o que interessa! Ele é muito suavizador. Uso-o muito em comida também, porque só assim "acalmo" os tons da fotografia e torno-a bem mais uniforme.



E este foi o meu top 4 da VSCO! Digam-me se acharam útil e, se eventualmente, gostavam de uma 2ª edição. Terei todo o gosto em fazê-la.

Ah e sigam-me no VSCO: @shewashere

Likes

Comments


Decidi que estava na altura de alargar horizontes no que toca à minha paixão por fotografia. Continuo a adorar o instagram, é claro, mas a minha partilha de fotografia fora do contexto"lifestyle" fica muito limitada nesta rede social. E é por isto que decidi fazer o que já tinha pensado há muito: criar uma conta no Flickr.

Ainda só tenho um álbum online, que mostra uma visita minha à capital nortenha, mas podem esperar muito mais daqui para a frente. Vejam tudo aqui

Likes

Comments


Se há coisa que eu adoro nesta vida, então essa coisa é boa comida, atrás de muitas outras, claro. Mas além disso, o que eu adoro mais ainda é fotografia. A arte do clique. E a arte do que vem depois do clique. A verdade é que poder juntar as duas coisas - fotografar comida - é para mim algo para lá do fantástico. Quero muito melhorar as minhas skills neste tipo específico de fotografia. Para isso, nada melhor que algumas gotinhas de boas inspirações, por aqui e por ali. Deixo-vos aqui a minha maior fonte de inspiração dos últimos tempos: @wholeheartedeats (no instagram).


Likes

Comments



Recentemente estive de férias com os meus amigos mais chegados. Pude sentir o cheiro a mar novamente, a sensação dos pés a entranharem-se na areia, a total despreocupação, o pôr-do-sol, o nascer. Com eles, o Verão vale sempre a pena. Trago-vos algumas das nossas memórias.















Estas foram algumas das fotos que tirei com a minha máquina fotográfica, sendo que a maioria dos registos foi feito pelo meu instagram (@nesvivas). 

Este ano decidi aproveitar mais e fotografar menos. Filmei mais porque cada vez mais sinto a necessidade de pegar em momentos únicos e torná-los eternos.

É caso para dizer que a melhor rede social será sempre uma mesa rodeada de amigos.

Likes

Comments


Estão na praia e decidem tirar uma foto. A luminosidade está intensa. Mal se conseguem perceber as diferenças de tons das coisas. Mas vocês queriam mesmo captar aquele momento. Nada temam.

Solução para a foto perfeita: Peguem nos vossos óculos de sol e experimentem colocar a objetiva da câmara por detrás de uma das lentes. Obtêm o contraste que necessitam e até um bom efeito para a foto, caso as lentes sejam coloridas. Experimentem e digam nos comentários o que acharam desta dica.

Likes

Comments


Eu defendo que cada foto deve ter um propósito e se eu a publico então é porque quero passar alguma mensagem com ela, nem que seja para mim mesma. Aliás, na maior parte das vezes, é esse o propósito: acumular pedacinhos preciosos da minha vida que eu um dia poderei reviver através de uma simples foto.

Autorretratos. Sempre que tiro uma foto minha e decido publicá-la (depois de um longo e difícil processo de triagem. girls right?) gosto que ela transmita uma emoção, um estado de espírito ou até que descreva uma fase da minha vida. Criei este costume de publicar menos fotos de mim mesma e, quando o faço, faço para que tenha sentido, para que não seja só mais uma simples selfie. 

Likes

Comments



E então? Achavam que já tinha desistido do meu desafio? Eu não me esqueci dele e vocês?
Trago-vos algumas das fotos que o marcaram, neste passado mês.

Saibam tudo sobre ele aqui e continuem a acompanhar a minha jornada por aqui.


Likes

Comments

(cliquem na imagem)

Um "projeto" que começou no dia 1 de Janeiro de 2014, após as 12 badaladas.




Quando eu e a Patrícia pensamos neste desafio, o objetivo era simples: observarmos as modificações do nosso rosto, dia após dia, num ano. Aqui conseguem ver-me em dias bons, ótimos, menos maus e péssimos. A maioria das fotos foram tiradas de manhã, por volta das sete da matina, ainda com a olheira a espreitar. Outras foram captadas em dias de felicidade e de muita ocupação, como por exemplo: o dia do baile de finalistas do décimo segundo ano, no qual se pode perceber que merece uma foto diferente, uma selfie meio que improvisada das tantas que tirei naquele dia, uma vez que,nesse dia me esqueci, por completo, de que tinha um desafio em mãos. Aqui, podem ver também os dias de borbulha na testa, de batom no lábio e até de cara lavada, sem qualquer tipo de maquilhagem. Veem também os milhares de penteados improvisados e ainda, o modo como a mesma maquilhagem se parece diferente, dependendo dos dias.

Com a entrada na universidade foi-me impossível continuar com esta corrida diária, pelo que fiquei com apenas 262 amostras daquilo que seria um ano meu. Pois bem, o resultado surge aqui. Descubram as diferenças! (:

Likes

Comments