1. Uma análise sobre o impacto das redes sociais na saúde mental dos seus utilizadores , por Marta Carvalho. 2 . Razões pelas quais The Florida Project deveria ser um filme nomeado para os OSCARES, pelo youtuber Nerdwriter. 3. A nova música+vídeo f…

Blog using your mobile phone - One of the best blogging apps on the market - Click here

  • 0 Readers

Likes

Comments

fridayfour
VSCO X de graça? Não acreditam, pois não? Então cliquem aqui . aconselho a que baixem o programa mesmo a partir da descrição do vídeo. Uma receita simples para vscocam vejam mais aqui: @errorfilter Uma boa música para mim é aquela que me seduz na p…

Likes

Comments

portrait
Tenho a sensação de que algures nas dimensões do tempo existe um cronómetro que dita o início e o fim dos nossos ciclos. Tem que haver algo que nos faça girar em torno de coisas, terminá-las e começar de novo. Não sentem o mesmo? Que algures a meio…

Likes

Comments

Este deve ter sido o único filme que consegui ver no último mês do ano e, talvez por isso, a minha crítica esteja muito influenciada pela sede de filmes que eu tinha. Influenciada ou não, uma coisa é certa: este filme pegou no meu coração e levou-o para um lugar quentinho.

Quero abordar algumas notas pessoais que me parecem interessantes sobre o mesmo e aviso desde já que vou tentar manter-me fiel a um movimento #nãospoiler.

1. “Call Me By Your Name” é um filme para todos. Confesso que, como jovem adulta de orientação heterossexual, a primeira coisa que me passou pela cabeça, ao ler na sinopse que o filme retratava um romance homossexual foi: Este filme não me interessa. Tentei contradizer o típico julgamento do livro pela capa e decidi que ia perceber, por mim mesma, se aquele seria ou não um filme que me iria interessar. E foi o que fiz. Conclusão: este é um filme sobre amor, sobre a adolescência e, portanto, sobre nós mesmos. Vão poder rever-se na personagem principal com certeza, vão poder rir e chorar com ela, vão torcer por ela e isso é tudo o que se espera de qualquer filme. Por estes motivos, reforço: Call Me By Your Name é um filme para T-O-D-O-S.

2. Se conhecem um familiar, um amigo ou um conhecido que ainda se atreve a vocalizar a tão orgulhosa homofobia que traz no seu bolsinho de defeitos, este filme é para ele. Confesso que este é o melhor filme a abordar o tema da homossexualidade ao qual eu já tive o prazer de assistir. Trata-a como algo simples, intrínseco e mais importante ainda, incombatível, irredutível e perene.

3. No contexto desta temática que vos trago hoje, acho que é pertinente relembrar alguns factos para efeitos de pedagogia a recair sobre aqueles que constantemente proferem opiniões sobre o tema sem alguma vez se terem cultivado sobre ele:

a) “A orientação sexual não é uma escolha mas sim uma característica determinada geneticamente” e, por isto, não se escolhe ser homo nem hetero nem bissexual, é-se homo, hetero ou bissexual;
b) A homossexualidade não é uma doença e, portanto, não é reversível, muito menos “tratável”.
c) Não é por se ter uma experiência homossexual que se é homossexual.A orientação sexual, apesar de genética, consolida-se no final da adolescência, e muitos dos homens e mulheres homossexuais tiveram as suas primeiras experiências nesta idade, embora ter este tipo de relações neste grupo etário não tenha, só por si, qualquer valor preditivo” E o melhor exemplo argumentativo disto é que “muitos heterossexuais têm experiências “homo” por uma questão das chamadas condutas de experimentação ou de ensaio”;

Concluo falando um pouco mais sobre este que é já considerado um dos melhores filmes de 2017. Esteticamente, o filme é tudo o que os meus longos anos de utilizadora de Tumblr poderiam querer ver. Vão poder ver pêssegos, cores quentes, olhos azuis e verdes, imagens muito minimalistas e prazerosamente relaxantes.

Além de simplificar o tema da orientação sexual de uma forma que eu convictamente aplaudo, este é um filme que retrata muito bem o que é apaixonarmo-nos, enquanto adolescentes, revelando toda a incerteza e a intensidade com que lidávamos com os "problemas". Foi ao ver Call Me By Your Name que fui transportada para os meus Verões, foi mesmo como se de um momento para o outro, eu estivesse a flutuar sobre a minha própria vida. Fez-me relembrar cheiros e sons. Fez-me relembrar de um sentimento que tinha de que a vida era infinita e repleta de sonhos concretizáveis.

PONTUAÇÃO: 10🌟

HIGHLIGHT: Último frame do filme, quando estão a passar os créditos.


*toda a informação em itálico foi retirada do artigo "E se o meu filho for gay...? " do pediatra Mário Cordeiro.


Publicação inserida no projeto #MOVIE36. A parceira oficial é a Sofia Costa Lima, do blogue "A Sofia World" \\ As participantes: Inês Vivas, "VIVUS " | Vanessa Martins, "Make It Flower " | Joana Almeida, "Twice Joaninha" | Joana Sousa, "Jiji " | Alice Ramires, "Senta-te e Respira " | Cherry, "Life of Cherry " | Sónia Pinto, "By The Library " | Francisca Gonçalves, "Francisca " | Inês Pinto, "Wallflower " | Carina Tomaz, "Discolored Winter " | Sofia Ferreira, "Por onde anda a Sofia " | Sandra, "Brownie Abroad " | Rosana Vieira, "Automatic Destiny" | Abby, "Simplicity " | Sofia, "Ensaio Sobre o Desassossego "

Blog using your mobile phone - One of the best blogging apps on the market - Click here

Likes

Comments

I. POSITIVE FEELINGS.

II. THE BEST OFFER.

III. SLEEPING BEAUTY AFTER 2 GLASSES OF PORTO WINE.

IV. MY MOOD FOR THE FESTIVE SEASON

V. THE SOUND OF SANTA'S LAUGH

Este ano, o meu presente de Natal para vocês vem em formato wallpaper e foi feito carinhosamente à mão e com muito gosto. Espero que gostem, que decorem os vossos computadores/telemóveis e que sejam muito felizes amanhã, juntamente com as pessoas que vos fazem sentir em casa sempre.

Podem fazer o download das imagens aqui.

F E L I Z N A T A L!

Likes

Comments

ARGOLAS // ARMY BOOTS* // CACHECOL // CAMISOLA // LEGGINS

Estas 5 peças foram autopresentes que ofereci neste Natal e todas elas se completam harmoniosamente. O meu objetivo foi comprar itens que me faltavam no armário e que eu sabia que iria usar neste e no próximo ano, pelo menos.

Numa altura em que, para mim, menos é mais resolvi 1. apostar no preto e 2. repor um básico que já não uso há anos: leggins! Se estão à procura de uma peça semelhante, eu recomendo-vos muito estas da Zara. Para além de terem sido relativamente baratas - tendo em conta que são da Zara - são confortáveis e fortes, o que ajuda muito quando não se tem um rabo formato Victoria's Secret... 😏

As minhas argolas douradas que eu tanto estimava partiram-se por isso também fui dar uma espreitadela à Claires e encontrei todo um mundo de argolas, todas elas a roçar os 5€ para baixo. Encontrei estas muito clássicas que emitem umas granny vibez das quais eu me declaro fã.

E, por fim, as botas. 💘A S B O T A S 💘 Sei bem que a tendência surgiu este ano, mas eu sempre fui louca por army boots! Tenho um outro par desde os 16 anos, bem lá no fundo do armário, que agora já nem me serve. Quando tropecei nestas e as experimentei, sabia que não queria outras. O facto de serem pretas e minimalistas, com aquele toque envernizado e sobretudo o conforto que é andar nelas... estão a ser a estrela das minhas escolhas de Natal, sem dúvida.

Quanto ao cachecol e à camisola, foram para baixo da árvore de Natal! :)



Digam-me, que peças estão meeeesmo mesmo mesmo a precisar? Façam um esforço para comprarem de forma consciente, eu juro que comecei tarde a fazê-lo, mas tem compensado muito pensar antes de adquirir, pesquisar na Internet tamanhos, preços, cores e opiniões... Dá trabalho sim mas faz de nós compradores muito menos impulsivos e mais felizes com os produtos que compramos. Afinal de contas, roupa é roupa e o valor que ela tem é o valor que lhe damos.

* são da Tiffosi e eu tinha um vale de 50%, o que me possibilitou ter estas miúdas por apenas 19.99. oh yeah!

Likes

Comments


#1 Injeção de motivação

Excelente vídeo de 3min que certamente ajudará alguém que se encontra numa situação de impasse, de "Arrisco ou não arrisco?". Descubram a resposta.


#2 Uma música para ajudar com este dia de chuva

Não conhecia JP Cooper mas encontrá-lo espontaneamente fez o meu dia.



#3 Nos bastidores de "Stranger Things", disponível no Netflix

Excelente para quem já viu as 2 temporadas e está a contar os dias para engolir a 3a temporada! Matem as saudades com este documentário. 😜



#4 O melhor canal de youtube para estudantes de medicina

Este canal é a minha salvação quando não tenho tempo de estar a ler carradas de informação nos livros. Quando o sono bate e a vontade é mínima, procuro o nome da patologia e voilà tenho quase 5min de catch up sobre o tema em forma de vídeo, com direito a esquemas e desenhos incríveis. Se são estudantes de medicina, não podem meeeesmo perder esta subscrição, é sem dúvida a melhor classificada!

Likes

Comments

para o/a N E R D W R I T E R

1. MOLESKINE PLAIN NOTEBOOK | 2. SUPORTE PARA PORTÁTIL | 3. STRANGER THINGS T-SHIRT (DIY) | 4. POWERBANK | 5. INTAX MINI 90 NEOCLASSIC | 6. CAPA TELEMÓVEL | 7. CHÁVENA PARA FAZER CAFÉ IMEDIATO (Tiger) | 8. LIVRO RICARDO ARAÚJO PEREIRA

para o/a C H E F L Á D E C A S A

para o/a F I T N E S S L O V E R

para o/a BEAUTY GURU

OS MEUS FAVORITOS

Likes

Comments

O início de um novo ano pede desafios e este primeiro desafio do ano vem da Carolayne, uma blogger que tem vindo a crescer na blogosfera e que nos faz crescer a todos diariamente com as suas palavras atentas e amáveis. Devo relembrar que a Carolayne (do blog IMPERIUM) não está sozinha nesta viagem, traz consigo a talentosa Sofia Lima (do blog A Sofia World) também já nossa conhecida.

O desafio é bem simples: propõe-nos que falemos de alguns filmes que assistimos recentemente mas de forma a abordar uma temática específica e não só dizer 'adorei este filme, vejam'. Trata-se de uma iniciativa que apele às nossas skills da escrita e do pensamento, uma iniciativa que nos retire da zona de conforto e nos faça explorar um tópico fora do comum do que abordaríamos no nosso próprio blog. Para mim, será um filme, um tema. Mas verão muitas outras bloggers a referirem-se a 3 filmes e a diversas temáticas. Acho que é uma boa oportunidade para conhecermos outros blogs, outras caras, outros pensamentos.

E é por tudo isto que hoje tenho o prazer de anunciar este projeto, que terá início dia 8 de Janeiro e contará com os seguintes bloggers participantes:

JOANA ALMEIDA, TWICE JOANINHA (http://twicejoaninha.blogspot.com/)

FRANCISCA GONÇALVES, FRANCISCA (https://francisca-goncalves.blogspot.pt/​)

SÓNIA PINTO, BY THE LIBRARY (http://www.bythelibrary.com/)

ALICE RAMIRES, SENTA-TE E RESPIRA (http://sentaterespira.blogspot.pt/)

CAROLINA NELAS, THIRTEEN (http://www.thirteen.pt/)

VANESSA MARTINS, MAKE IT FLOWER (http://www.makeitflowerblog.com/)

CHERRY, LIFE OF CHERRY (http://lifeofcherryblog.blogspot.com/)

JOANA SOUSA, JIJI (http://www.jiji.pt/)

Se pretenderem juntar-se à festa, contactem a Carolayne que ela saberá indicar-vos as instruções, por aqui: imperiumbylyne@gmail.com sendo o tema da mensagem "MOVIE 36 - PARTICIPAÇÃO".

Até lá. 😉

Likes

Comments

Fazer colagens é um dos maiores prazeres criativos que este blog me dá e sempre que as partilho convosco recebo um feedback mesmo positivo. É por esse motivo que decidi partilhar convosco a minha receita secreta para fazer as colagens de uma forma rápida e simples. E nem precisam de site ou de programa operativo xpto para lá chegarem, sabiam? Têm tudo no vosso próprio computador. E não, não é o Paint.


O programa que eu uso é ... o POWERPOINT!

Ficaram surpresos?



PASSO 1: Abrir o powerpoint e remover as caixas de texto para terem a vossa tela super branca e limpa, propícia ao processo criativo.



PASSO 2: Inserir a vossa imagem.

D I C A _ Se quiserem mudar a orientação da vossa tela, podem ir a "estrutura" e clicar em "tamanho do dispositivo" e depois escolher a opção "4:3." que foi o que eu fiz para esta colagem.



PASSO 3: Esta é a parte em que isto fica mais interessante. Vão a "ferramentas de imagem" e selecionem "remover fundo" e é nesta secção que podem facilmente selecionar o que querem da vossa imagem e o que não querem. E esta é definitivamente a minha ferramenta secreta para construir colagens porque sempre que as imagens que retiro da internet vêm com o fundo branco eu posso facilmente removê-lo e ficar apenas com o item que quero, permitindo-me o manuseamento da peça num fundo colorido, por exemplo (à semelhança do que fiz aqui neste post).



et voilà!



Só para sermos um bocadinho eexxxxxtra, vou ensinar-vos um outro truque que o modesto powerpoint - fiel amigo de longas horas de trabalhos com mais de 60 diapositivos - nos permite fazer.


PASSO EXTRA 4: Clicam com o botão direito do rato no fundo do diapositivo e selecionam "formatar fundo" e depois "preenchimento com gradação de cores" e podem facilmente ajustar uma série de camadas do vosso fundo, criando assim um efeito quase que alucinogénico que traz outra vida ao foco da vossa colagem.


A colagem final é a imagem de apresentação do post e foi posteriormente editada no programa Picasa 3.

Likes

Comments


#1 Um filme

Baby Driver


Este filme fez o meu dia. Não tinha expectativas nenhumas quando decidi vê-lo, até porque a única coisa que sabia era que o Ansel Elgort participava.... you had me at hellooooo!

Ele interpreta o papel de "Baby", um jovem adulto que - por motivos que irão descobrir - vê-se envolvido num esquema de assaltos em cadeia, organizado por um cabecilha que também irão reconhecer (Kevin Spacey). A sua função é simples mas também a melhor: é o condutor de fuga. Entre alguns malabarismos típicos de filme de ação, esta narrativa traz-nos o melhor do cinema: uma boa edição de conteúdos, com uma playlist BOMBÁSTICA (por favor, sigam-na no Spotify depois de verem o filme, garanto-vos que vão amar a vida assim que a descobrirem) e um realizador que eu pessoalmente não conhecia (aliás, nos primeiros minutos do filme cheguei a achar mesmo que era o Tarantino que estava por trás de tal obra) chamado Edgar Wright*. E este último aspeto foi das coisas que mais enriqueceu o filme, a meu ver. É uma boa comédia, com ação e drama à mistura, sem pausas chatas ou conteúdos vazios.

*Se tal como eu, ficaram fãs do trabalho do produtor, podem saber mais sobre ele aqui.


#2 Uma série

Alias Grace


Esta série é uma coisa bem difícil de se explicar mas vou tentar não tornar a minha visão mental dela aborrecida.

Então, temos Grace, uma jovem irlandesa que se vê na necessidade de emigrar para Toronto com a sua família (isto no século XIX). Mas depois de Grace, a jovem irlandesa que se vê a mudar de vida repentinamente, temos uma ... assassina? É verdade. Grace é a nossa assassina/pseudoassassina. A série traz-nos uma espécie de puzzle complexo, em que o que nós vamos fazer, enquanto expectadores, é sentar e julgar o seu veredicto. Confesso que apesar de me ter sentido tentada várias vezes a fazer esse julgamento - foi ela ou não foi? - e de me ter confundido e perdido eticamente na minha resposta, eu cheguei a uma fase em que a minha costela "científica" me puxou para outro destino, o destino do porquê, da razão psicopatológica que estaria na raiz de hipotéticos comportamentos. Enquanto estudante de medicina, eu creio que interpretei mesmo bem estes 6 episódios - é verdade, tenham isto em conta quando a forem ver, só existem mesmo estes episódios! - uma vez que conheço algumas características dos diferentes tipos de alterações psíquicas e foi, para mim, muito satisfatório poder reconhecê-las. Neste sentido, acho que a série está muito bem estruturada porque entretém o "leigo" e acaba por estimular a compreensão das pessoas que estudam esta área.

Por isso, se estão em Psicologia/Medicina ou então apenas se interessam muito por este tipo de temática, esta série é definitivamente para vocês!


#3 Um vídeo em forma de ajuda natalícia

Christmas Gift Guide by Estée Lalonde


Se são como eu e começam a planear os presentes dos vossos loved ones 1 mês antes então este vídeo é mesmo para vocês. Mais uma vez, obrigada Estée por seres esta influencer genuinamente útil.

Se estão com pressa, revejam aqui rapidamente as colagens com a seleção de presentes.


#4 Mais ajuda? Sim, por favor.

Winter Capsule Wardrobe by Anna Edit


Eu sinto que estive a "perder na vida" até agora, porque eu não conhecia de todo a ANNA EDIT. Mas agora que fiz o meu devido stalk ao seu trabalho, posso dizer-vos que me consigo identificar imenso com o seu guarda-roupa e estilo de vida, sobretudo. Gosto das suas rotinas matinais calmas, há algo nisto que me faz mesmo acalmar quando vejo os vídeos dela e também aprecio o facto de ela ser bastante minimalista naquilo que apresenta, sempre com um aspeto organizado e com um fundo de vídeo claro e arrumado.

Este vídeo é um dos seus mais recentes e ajudou-me imenso na minha organização mental da lista de coisas que estou mesmo a precisar de renovar no meu armário, ajudou-me sobretudo a perceber que tipo de roupas uso com maior frequência, como as minhas calças de ganga de cinta subida e os meus casacos longos.

Acho que vos vai ajudar mesmo muito, tanto na vossa organização de armário diária como no plano futuro das vossas compras de Natal. 😘

Likes

Comments

Sou estudante há 15 anos - wow - e à medida que fui adquirindo experiência neste campo selvagem que é a educação académica percebi 3 coisas:

1. O trabalho não vai desaparecer mesmo que eu o ignore muito (leia-se: procrastine)

2. Ter conhecimento faz-me sentir bem, mesmo que para o adquirir tenha que abdicar de umas 4h diárias da vida

3. O estudo, para render, tem que estar sempre suportado numa motivação minha, ou seja eu tenho que me sentir a) inspirada e sobretudo b) motivada para estudar. A primeira alínea é mais difícil porque nem sempre tenho tempo para ver um episódio de Dr.House/Grey's Anatomy/ Scrubs/The Good Doctor/(you name it) porém a alínea b) resolve-se facilmente e a solução vem em forma de uma folha de papel forte e liso e uma ponta de caneta 0.7mm feita especialmente para mim 💗

É desta forma que vos introduzo à minha lista de coisas essencialíssimas para que aquelas 4h de estudo não sejam nunca em vão. Porque, como diria um professor meu, "tempo é cérebro".

1. S T A T I O N A R Y

Eu poderia exagerar a coisa e colocar aqui toda a caneta que entra no meu estojo mas resolvi controlar-me e eleger os 4 materiais mais usados de tão bons que são - caneta de gel Uniball azul escuro, esferográfica azul da Soft Plus (custou-me 0.60€ na minha faculdade e tem uma "pegada" e uma escrita ótimas), marcador preto ponta fina da Staedtler Triplus Fineliner e sublinhador fluorescente da Pelikan. Compro muito material escolar, mas o que é certo é que estes 4 são sempre repostos ao fim de alguns meses.

2. N O T E B O O K S

A Moleskine é a rainha dos cadernos. E eu quero-os sempre muito. Já experimentei cadernos de outras marcas, já encontrei uns muito bons até no chinês, mas a verdade é que volto sempre à Moleskine. Recentemente, o regresso a esta marca tem sido mais difícil uma vez que dar 16€ por um caderno que tem um prazo final me faz alguma confusão ainda. Enquanto me mentalizo que "preciso" de um novo moleskine, estou neste momento a escrever num caderno da Tiger, é da nova coleção holográfica que eles têm e custou-me 4€. Tem muitas páginas, é A5 e é de linhas, tendo um tipo de folha que eu gosto particularmente, com uma cor "amarelada velha" e também ela relativamente resistente. Gosto também de ter sempre um caderno mini size, principalmente para recolher dados importantes dos doentes que consulto, sendo este perfeito para caber no bolsinha da minha bata. Para este tipo de caderno já não sou assim tão exigente e estou muito satisfeita com o meu da Tiger (também da coleção holográfica)

3. H Y D R A T I O N

Quando estou concentrada tendo a adquirir alguns vícios, sendo um deles a preguiça para fazer uma pausa para beber água e o outro o passar com a língua nos lábios demasiadas vezes, deixando-os secos. Pois bem, tendo isto em conta, agora ando sempre com uma garrafa de água reutilizável para me obrigar a beber e um batom hidratante, o meu é o da Cien, podem adquiri-lo nos supermercados LIDL, tendo sido um dos únicos batons a passar no teste de qualidade da DECO, superando marcas como a Neutrogena e a Labello, por exemplo. E o melhor de tudo é que 3 batons destes somam um preço de 1.99€. Não dá para acreditar sequer.

4. E N T R E T E N I M E N T O

Nos ouvidos, a playlist habitual My Favourite Coffee House no Spotify e na boca umas Trident, de preferência de menta, para me manterem desperta durante o dia e deixem-me que vos diga que entre isto e um café duplo, não sei o que é melhor sinceramente, mas esta é a minha estratégia.

5. G A D G E T S

Nas aulas de Cirurgia Geral, o meu estetoscópio tem sido essencial e gosto mesmo que 2 anos depois a cor que escolhi para ele faça sentido para mim tal e qual como no primeiro dia.

Quanto ao meu tablet, está sempre comigo quando preciso de aceder a algum pdf ou livro e sinceramente prefiro usá-lo em detrimento do pc, por ser mais pequeno e menos distrativo (porque não tenho a app do facebook lá instalada propositadamente, por exemplo).

Confesso que me deu um enorme prazer preparar esta publicação para vocês e, por isso mesmo, estou a pensar em trazer mais conteúdo desta temática #medschool) aqui para o blog.

Espero que tenham gostado e que vos tenha motivado para começarem esta semana em grande! 💪

*nota: a colagem foi feita por mim e todos os itens presentes na imagem são iguais aos que eu possuo atualmente, à exceção dos moleskine notebooks.

Likes

Comments