eu não era eu se não começasse por aqui.

nos últimos anos tenho sido jane-birkin-dependente. desde a franja torta e pouco densa, dos olhos amendoados com um lembrete a dizer "twiggy", até as calças de ganga, largas, desleixadas, escolhidas no último minuto antes de sair de casa.

uma coisa que me fez mudar desde que comecei a ler sobre a jane (a inglesa mais francesa de sempre), o modo de vida parisiense, e me apercebi de que o "efortless-style" é muito mais trabalhoso do que aquilo que parece, passei a ter uma noção diferente de tudo aquilo que já conhecia. as pessoas que antes admirava, não só pela silhueta mas pela maneira graciosa de vestir, deixaram de me prender o olhar, e passei a olhar mais para a miúda de cabelo mal preso atrás do balcão, de sorriso tímido, e com um olhar profundo. passei também a interpretar a vida parisiense duma maneira completamente diferente, muito menos glamorosa (apesar de o ser, claro) e muito mais à mercê do livre arbítrio, muito mais intensa e profunda. sinto que em paris tudo é permitido e tudo é espontâneo (clichê, desculpem) e que não há uma hora certa para almoçar, jantar, tomar café. que chegar tarde não é pecado. e que nem sempre temos de ter o cabelo penteado para ir comprar pão.

mas sim, a jane birkin é, sem dúvida, a minha figura inspiradora, a todos os sentidos. desde a essência infantil, a uma postura hipnotizante, até a uma atitude doce e feroz.





ICONIC LOVE

jane & serge




rafaela

Move your blog to Nouw - now you can import your old blog - click here!

Likes

Comments